.
O Segredo das Bruxas

sábado, 7 de abril de 2012

Desarmar ou não, eis a questão.

Oi, meus amores, como estão?
Espero que bem...

Hoje eu vim falar de coisa muito seria... ultimamente eu tenho visto muito no facebook figuras a favor da venda livre de armas e munição no Brasil, e resolvi dar minha opinião a respeito.

Bem, acho que primeiramente, a questão não é vender ou não vender, a questão é se o povo brasileiro está ou não preparado pra isso. Imagine só, o país do jeito que está, tiro atrás de tiro. Hoje mesmo, voltando do centro da cidade vi a casa da esquina de casa com a calçada toda suja de sangue, e pela disposição das manchas, foi de tiro... as pessoas dizem, “bandido não é bandido porque tem arma, um bandido vai ser bandido sem ela também”, tudo bem, concordo, mas podemos dizer que qualquer pessoa, bandida ou não, que não tenha maturidade, que não seja uma pessoa plenamente equilibrada pode se tornar um bandido em função de uma arma. Uma pessoa que não tenha pleno controle de si própria, pode muito bem em um momento de raiva matar alguém, o que com outros tipos de armas (facas e armas brancas) não aconteceria. Digo que não aconteceria porque é infinitamente mais fácil você matar alguém com uma arma de fogo antes de conseguir raciocinar que usando uma arma branca, com uma arma de fogo você sequer precisa se aproximar da pessoa.

Isso sem contar a falta de responsabilidade do povo brasileiro... se hoje que não é algo “desembestado” ficamos sabendo de crianças que encotraram armas em casa e feriram, até mesmo fatalmente, a si próprios ou a outros. Temos também o caso das balas perdidas, é algo que eu digo sempre que escuto contarem casos de tiro, “acertou quem era pra acertar?” é a minha primeira pergunta, porque se acertou quem era pra acertar, menos terrível, o que resta é pedir aos deuses que a justiça seja feita, seja ela qual for, porque se não acertou, quem atirou vai voltar, e pode acertar quem nem tem nada a ver com a historia. Sem contar também, o caso do massacre na escola no realengo, um rapaz completamente doido, não cabe a ele nem o cargo de desequilibrado, ele conseguiu arranjar uma arma, agora, imagine se toda pessoa que não recuperou do bullying que sofreu na escola conseguisse comprar uma arma livremente.

A pergunta então, não deveria ser “você é a favor ou contra o desarmamento”, mas sim “o povo brasileiro está preparado para portar armas de fogo”. A primeira pergunta é fácil de se responder quando você pensa em um plano pessoal, você quer poder se defender de assassinos e ladrões que queiram atentar contra você, e tudo bem, eu entendo, muitas vezes a briga não é justa mesmo. Não ignoro o fato de que se o armamento fosse livre no Brasil, muitas tragédias teriam sido evitadas, muitos assassinatos de inocentes, entre outros. Porem temos de pensar em um plano geral, ao se liberar o armamento, não vai ser só você que vai poder comprar uma arma, muito menos só pessoas como você. A arma pode parecer um conforto no Brasil que estamos hoje, mas e quando todo mundo tiver armado? Será mesmo que a paz de se imaginar que está protegido por portar uma arma, vai superar o tormento de saber que existem milhões de desequilibrados armados prontos para atirar por qualquer desentendimento bobo?

Eu sou a favor do desarmamento, inclusive do desarmamento dos policiais que não estiverem preparados pra portar uma arma, o que infelizmente não é assim tão raro.

Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba por e-mail:

Quem lê?

Pra pensar:

Eu leio:


Design by Touka Arte