.
O Segredo das Bruxas

sábado, 25 de junho de 2011

Feliz e triste

Oi amoreeeeees!
Bem? Espero!

Concentração! É disso que preciso, ando um pouco no mundo da lua ultimamente!
Pensamento loonge. Preocupação, confusão, conflitos internos... nem estou parecendo eu mesma... bom, acontece, a vida tem dessas coisas, altos e baixos...
Ah! Desejem-me sorte! Dia 27 sai o resultado do PROUNI, e que o pai me permita começar uma faculdade!
Aí sim vocês não vão mais me ver =P
Mas, é por uma boa causa! Apesar de que, eu acabaria dando um jeitinho nisso. ;-]


Vim falar de duas coisas, que a gente tem bem guardadinhas dentro da gente e que muitas vezes fazemos de tudo pra não deixá-las vir a tona. Uma delas chama FELICIDADE... felicidade não é algo que se alcance, ela simplesmente está lá. Quando você corre, ela está lá, quando você ri, ela está lá, e mesmo quando chora... só que nesse momento, ela muitas vezes se recolhe, e deixa que a tristeza, outra coisa que existe la dentro de nós, se expresse.

Tanto felicidade, quanto tristeza, são inerentes ao ser humano. Não devemos fugir de nenhuma delas... parece estranho achar que alguém fuja da felicidade, mas acreditem, acontece com muita frequência. Tem gente que vive como se estivesse com o tanque de felicidade na reserva, como se a qualquer momento ela pudesse acabar, aí fica economizando. Por exemplo, se ele ganha uma viagem pro campo, fica reclamando que queria ter ganhado pra praia, se ganha uma bicicleta, fica reclamando que queria um carro, se ganha um abraço, reclama que queria um beijo, e por aí vai.

A tristeza também, por sua vez, tem sua beleza, tem seu "porque de ser". Como disse o Rafa em um post recente... "Digamos que só houvesse a felicidade na vida. Então ela seria parte de nossa essência e nós nem perceberíamos que ela existe. A alegria só existe porque existe o seu oposto. Se uma não existisse, a outra também não existiria." acredito que seja este o papel da tristeza, nos mostrar o valor da felicidade, e por isso, devemos também saber apreciar a tristeza.

Costumo dizer que quando se quer chorar, é o que deve fazer, é o que você precisa no momento. A gente chora quando o que sentimos não cabe dentro da gente, seja felicidade ou tristeza. Quando o que sentimos não cabe mais dentro do nosso corpo, ele se transforma em lágrimas, por isso antes de chorar, parece que estamos prestes a explodir. E o alivio só vem, quando colocamos pra fora todo o excesso.
Só espero que estas lágrimas sejam mais por felicidade que por tristeza, né?

Beijinhos, e até o próximo post.

GENTEEE ESTÃO ACABANDO AS INSCRIÇÕES DO SORTEIO! QUEM NÃO INSCREVEU AINDA, CORRE QUE DÁ TEMPO! [link]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba por e-mail:

Quem lê?

Pra pensar:

Eu leio:


Design by Touka Arte