.
O Segredo das Bruxas

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Deus pra mim...

Oi meus amores, como estão?
Espero que bem...
Hoje vim falar de Deus, bem, a minha interpretação de Deus.

Bom, antes disso, eu preciso falar um pouco de minha “linha religiosa”.
Toda a minha família é católica, chegam a ser fanáticos, porém, eu sempre senti que havia algo errado dentro daqueles ensinamentos. Algo preconceituoso, aprisionador, não sei explicar, só seu que sentia que algo estava errado. Sempre gostei de aprender, aprender sobre tudo. Acabei aprendendo um pouquinho sobre várias religiões, mas, sinceramente, não me adequo completamente a nenhuma delas... aos 15, mais ou menos, eu vivia discutindo em casa por conta disso. Achava-os limitados demais, e como todo adolescente rebelde, não conseguia aceitar que cada um cuida de si, e se queremos passar uma mensagem a alguém, não é à força que isso tem de ser feito. Lembro-me uma vez, em que meu tio e minha tia, estavam falando mau de Chico Xavier, pelo simples fato de ele ser espírita, foi uma das discussões mais “clorosas” que tivemos sobre o assunto. A medida em que fui crescendo, continuei a ler muito, e aprender muita coisa, pegando um pedacinho de cada filosofia religiosa que aceitava como certo, e adotando para minha vida. Hoje digo que religiosamente sou tudo... e nada.
Dessa bagunça toda, tentarei dizer aqui pra vocês, “Quem é Deus pra mim”...

Pra mim, Deus é um só, não importa que nome se dê a ele(Javé, Jeová, Alá...), não importa em quantas faces o desdobremos (Deus do amor, Deus da dança, Deus da fertilidade...), isso tudo são aspectos de um só ser.
Pra mim, Deus não se encontra em um templo, mas também se encontra nele; não se encontra em uma igreja, mas também se encontra nela. Deus se encontra onde a gente está, ele está fora, em uma consciência comum, e está dentro, em uma consciência individual.
Deus cuida, mas não controla, nada está escrito, mas tudo tem um propósito, você colhe o que você planta, levem segundos, minutos, horas, dias, meses, ou anos...
Deus pra mim, está em tudo o que é belo, é a força criadora que existe dentro de nós. Cada um tem uma interpretação de Deus, e cada um segue a religião que mais combina com a própria interpretação de Deus (bem, a maioria).

Beijinhos e até o próximo post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba por e-mail:

Quem lê?

Pra pensar:

Eu leio:


Design by Touka Arte