.
O Segredo das Bruxas

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Vamos conversar?

Oi amores!
Como estão hoje? Espero que bem!
Queria falar hoje de mal entendidos... Sim, acontecem a todo tempo. Muitas das vezes são coisas básicas, pequenas e que não trazem transtornos de fato, mas algumas vezes são drásticas; um mal entendido pode acabar com uma amizade, com um namoro, com qualquer situação que envolva relações interpessoais. A situação agrava proporcionalmente ao tamanho do orgulho de cada envolvido, e é nessa parte que eu queria chegar.
As pessoas muitas vezes tiram suas próprias conclusões das atitudes das outras, se sentem feridas (não pelo que a pessoa de fato fez, mas pelo que ela própria entendeu da atitude da outra) e se negam a conversar, ou a pedir desculpas, porque, afinal, "o outro que começou, ele que busque contato".
Aí fica essa marmota, por dias, meses, às vezes anos... Cinco anos depois, estas pessoas se encontram, e passada aquela tensão toda, enfim resolvem tocar no assunto, e quando isso acontece, as duas pessoas descobrem que perderam cinco anos de amizade, ATOA!
Eu uma vez ouvi um ditado que dizia, “quando o orgulho entra pela porta, o amor foge pela janela”, não só o amor, mas também a amizade, e às vezes até o respeito. É por isso que eu procuro sempre tomar este cuidado. Antes de brigar, de ficar magoada, de cortar relações e essas coisas todas, procuro conversar e na maioria das vezes a bagunça se desfaz. Até quando percebo que a pessoa ta “diferente” comigo, procuro saber se eu fiz algo que ela não gostou, ou interpretou errado. Se a pessoa se sente “ofendida demais” pra conversar, eu respeito o espaço dela e me afasto, a perdôo interiormente, para não virar magoa ou rancor, e sigo feliz minha vida, e deixo que as coisas se resolvam por si só.

Enfim, o que eu quis dizer é que, vale a pena prestar atenção nisso, e tomar a iniciativa na reconciliação. E ter consciência que existe uma grande diferença entre ter orgulho próprio, e não se humilhar, tomar essa iniciativa não vai te tornar uma pessoa fraca, muito pelo contrário, mostra que você é forte o suficiente para reconhecer que existe algo errado e se dispor a solucionar a situação.

Bem... por hoje é só, beijinho e até o próximo post!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba por e-mail:

Quem lê?

Pra pensar:

Eu leio:


Design by Touka Arte